Abstract - Open Access.

Idioma principal

Caracterização Microbiológica de Erva-Mate (Ilex Paraguariensis St. Hil.) Beneficiada Na Região do Médio Alto Uruguai - Rs

Caracterização Microbiológica de Erva-Mate (Ilex Paraguariensis St. Hil.) Beneficiada Na Região do Médio Alto Uruguai - Rs

Parodes, Bruna Martins; Zandoná, Giovana Paula; Santos, Josiane Souza; Cancian, Roberta; Fernandes, Marilaine; Turchetto, Mônica; Monego, Magda Aita; Laer, Ana Eucares von; Limberger-Bayer, Valéria Maria;

Abstract:

Erva-mate é o produto obtido exclusivamente pelas folhas e ramos de Ilex paraguariensis St. Hil., por processo de secagem e fragmentação e destinado ao preparo de Andamp;quot;chimarrãoAndamp;quot; ou Andamp;quot;tererêAndamp;quot; podendo ser adicionado ou não de açúcar. Apesar do processamento ser relativamente simples, quando comparada às demais agroindústrias, ainda há muito a ser estudado e aprimorado na obtenção de erva-mate. Neste contexto, o objetivo do trabalho foi a caracterização microbiológica da erva-mate beneficiada para consumo na forma de chimarrão na região do Médio Alto Uruguai no Rio Grande do Sul. As amostras de cada etapa do processo (após o cancheamento e produto final já embalado) foram coletadas em quatro ervateiras (E1, E2, E3 e E4) da região. Posteriormente, foram avaliados coliformes a 45°C, bolores e leveduras, mesófilos e Salmonella spp. A RDC 12/2001, que trata sobre padrões microbiológicos para alimentos, estabelece apenas a ausência de Salmonella spp. em 25g do produto e para esse quesito todas as amostras encontraram-se dentro dos padrões. Na contagem de bolores e leveduras, todas as amostras avaliadas apresentaram resultados abaixo do limite máximo estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (10Andlt;supAndgt;4Andlt;/supAndgt; UFC x gAndlt;supAndgt;-1Andlt;/supAndgt;), demonstrando maior possibilidade de manter as características inalteradas durante o prazo de vida útil do produto. Para as demais análises não há limites estabelecidos pela legislação, no entanto, como o produto é preparado e consumido em temperaturas que não causarão a eliminação de micro-organismos ou parte deles, as análises foram realizadas para avaliar as condições microbiológicas gerais da erva-mate e a segurança alimentar. Com relação aos coliformes termotolerantes, as amostras de produto final das ervateira E1, E2, E4 e também a amostra cancheda da ervateira E2 obtiveram enumeração de Andlt;supAndgt;-1Andlt;/supAndgt;. Para análise de mesófilos os resultados para as amostras de erva-mate cancheada variaram de 0,5 x 10Andlt;supAndgt;3Andlt;/supAndgt; a 7,2 x 10Andlt;supAndgt;2Andlt;/supAndgt; UFC x gAndlt;supAndgt;-1Andlt;/supAndgt; e no produto pronto de 1,6 x 10Andlt;supAndgt;2Andlt;/supAndgt; até 5,3 x 10Andlt;supAndgt;4Andlt;/supAndgt; UFC x gAndlt;supAndgt;-1Andlt;/supAndgt;. De acordo com os resultados, percebe-se que a erva-mate pode ser consumida sem oferecer riscos aos consumidores, contudo, o aumento na contagem de mesófilos no produto final salienta a importância de maiores estudos envolvendo as agroindústrias e o processamento, na garantia de um beneficiamento com uso das Boas Práticas de Fabricação.

Abstract:

Palavras-chave: análises microbiológicas, processamento erva-mate, qualidade,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-154

Referências bibliográficas
Como citar:

Parodes, Bruna Martins; Zandoná, Giovana Paula; Santos, Josiane Souza; Cancian, Roberta; Fernandes, Marilaine; Turchetto, Mônica; Monego, Magda Aita; Laer, Ana Eucares von; Limberger-Bayer, Valéria Maria; "Caracterização Microbiológica de Erva-Mate (Ilex Paraguariensis St. Hil.) Beneficiada Na Região do Médio Alto Uruguai - Rs", p. 307-308 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-154

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações