Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

CARACTERIZAÇÃO DE EXTRATO PECTINOLÍTICO PRODUZIDO POR Aspergillus oryzae IPT-301

ROSSI, C.; POZZA, A.; NEGRI, F.; REGINATTO, C.; MENEGHEL, L.; MALVESSI, E.; SILVEIRA, M. M.;

Artigo Completo:

Pectinases são enzimas hidrolíticas largamente utilizadas na indústria, especialmente na produção de vinhos e sucos de frutas. A ação das pectinases obtidas com fungos filamentosos, como Aspergillus oryzae, é fortemente influenciada por parâmetros como a concentração de substrato, o pH e a temperatura. Os três parâmetros interferem na velocidade de reação, enquanto os dois últimos atuam diretamente sobre a estabilidade do complexo. O objetivo deste trabalho foi caracterizar um extrato pectinolítico produzido por A. oryzae IPT-301 em processo submerso, com respeito à temperatura, ao pH e à concentração de substrato, avaliar a sua termoestabilidade e determinar as suas constantes cinéticas. A atividade total de pectinases (TPA) apresentou aumento gradativo a partir de pH 2,5 e foi máxima em 4,0. Para as temperaturas testadas, houve incremento da TPA até 50 ºC, chegando à redução de cerca de 90 % da atividade a 60 °C. Após 150 minutos a 50 ºC, cerca de 37 % da TPA inicial foi mantida e obteve-se t1/2 de 108 minutos. A cinética enzimática se ajustou ao modelo de Michaelis–Menten (R2= 0,927) e os valores de Km= 0,93 mg/mL e Vm= 31,6 U/mL foram determinados. O baixo valor de Km, inferior ao encontrado na literatura (1,42 mg/mL), indica a alta afinidade da enzima ao substrato. As pectinases produzidas possuem características semelhantes às das preparações comerciais, sugerindo a possibilidade de seu uso no desenvolvimento de formulações enzimáticas para a indústria.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2015-239-32965-264635

Referências bibliográficas
  • [1] AL–NAJADA, A. R. Partial purification and physicochemical characterization of polygalacturonase from Aspergillus awamori. Life Scienc. Journ., v. 11(5), p. 253-259, 2014.
  • [2] BON, E. P. S.; COSTA, R. B.; SILVA, M. V. A.; FERREIRA-LEITÃO, V.S.; FREITAS, S.P.; FERRARA, M.A. Enzimas em biotecnologia: Produção, aplicações e mercado. Rio de Janeiro: Interciência, 2008.
  • [3] DINU, D. Enzymatic hydrolysis of pectic acid and pectins by polygalacturonase from Aspergillus niger. Roum. Biotechnol., v. 6(5), p. 397-402, 2001.
  • [4] FONTANA, R. C.; POLIDORO, T. A.; SILVEIRA, M. M. Comparision of stirred tank and airlift bioreactors in the production of polygalacturonases by Aspergillus oryzae. Bioresour. Technol., v. 100, p. 4493-4498, 2009.
  • [5] JAYANI, R. S.; SAXENA, S.; GUPTA, R. Microbial pectinolytic enzymes: a review. Process Biochem., v. 40, p. 2931-2944, 200
  • [6] KASHYAP, D. R.; VOHRA, P. K.; CHOPRA, S.; TEWARI, R. Applications of pectinases in the commercial sector: a review. Bioresour. Technol., v. 77, p. 215-227, 2001.
  • [7] MAIORANO, A. E. Produção de pectinase por fermentação em estado sólido. Tese de doutorado. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 1990.
  • [8] MALVESSI, E. Estudo de produção de poligalacturonases por Aspergillus oryzae em processo submerso. Dissertação de Mestrado. Universidade de Caxias do Sul, 2000.
  • [9] MALVESSI, E.; SILVEIRA, M. M. Influence of medium composition and pH on the production of polygalacturonases by Aspergillus oryzae. Braz. Arch. Biol Techn., v. 47, p. 693-702, 2004.
  • [10] MENEGHEL, L.; REIS, G. P.; REGINATTO, C.; MALVESSI, E.; SILVEIRA, M. M. Assessment of pectinase production by Aspergillus oryzae in growth-limiting liquid medium under limited and non-limited oxygen supply. Process Biochem., v. 49, p. 1800-1807, 2014.
  • [11] MOHSEN, S. M.; BAZARAA, W. A.; DOUKANI, K. Purification and characterization of Aspergillus niger U-86 polygalacturonase and its use in clarification of pomegranate and grape juices. In: 4° Conference on Recent Technologies in Agriculture. Anais, p. 805 – 817. Egito, 2009.
  • [12] Novozym® 33095: Application Sheet. Disponível em: Andlt;http://winequip.com.au/wp-content/uploads/2015/01/Novozym-33095_application-sheet_Jul08.pdfAndgt;. Acesso em: set. 2014.
  • [13] Pectinex® Ultra AFP: Application Sheet. Disponível em: Andlt; http://catalog.gusmerenterprises.com/Asset/Pectinex%20Ultra%20AFP%20App%20Sheet.pdfAndgt;. Acesso em: set. 2014.
  • [14] POLETTO, P.; BORSOI, C.; REGINATTO, C.; ZENI, M.; SILVEIRA, M. M. Aplicação de preparação pectinolítica fúngica obtida por cultivo em estado sólido na extração de suco de uva. In: XX COBEQ. Anais. Brasil, 20
  • [15] SANDRI, I. G.; FONTANA, R. C.; BARFKNECHT, D. M.; SILVEIRA, M. M. Clarification of fruit juices by fungal pectinases. LWT - Food Sci. Technol., v. 44, p. 2217-2222, 2011.
  • [16] SANDRI, I. G.; LORENZONI, C. M. T.; FONTANA, R. C.; SILVEIRA, M. M. Use of pectinases produced by a new strain of Aspergillus niger for the enzymatic treatment of apple and blueberry juice, LWT – Food Sci. Technol., v. 51, p. 459-475, 2013.
  • [17] ROMBOUTS, E. M.; PILNIK, W. Pectic Enzymes. In: Rose. A. (Ed). Economic Microbiology., v. 5. London: Acadernic Press, p. 693, 1980.
  • [18] UEDA, S.; FUJIO, Y.; LIM, J. Y. Production and some properties of pectic enzymes from Aspergillus oryzae A. 3. J. Appl. Biochem., v. 4, p. 524-532, 1982.
  • [19] UENOJO, M.; PASTORE, G. M. Pectinases: aplicações industriais e perspectivas. Quím. Nova, 2007.
Como citar:

ROSSI, C.; POZZA, A.; NEGRI, F.; REGINATTO, C.; MENEGHEL, L.; MALVESSI, E.; SILVEIRA, M. M.; "CARACTERIZAÇÃO DE EXTRATO PECTINOLÍTICO PRODUZIDO POR Aspergillus oryzae IPT-301", p. 953-958 . In: Anais do XI Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.3]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2015-239-32965-264635

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações