Artigo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

AVALIAÇÃO ERGONÔMICA DO AMBIENTE CONSTRUIDO: ESTUDO DE CASO NO ARQUIVO FUNCIONAL DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DE ENSINO SUPERIOR

ERGONOMIC EVALUATION OF BUILT ENVIRONMENT: CASE STUDY IN A FUNCTIONAL FILE PUBLIC INSTITUTION FO EDUCATION HIGHER

SILVA, Ana Cláudia Colaço Lira; SILVA, Aline Nascimento; SILVA, Valéria C. Pereira da Rocha; RAMOS, Maria Lúcia Silva; VILLAROUCO, Vilma;

Artigo:

Este artigo relata uma avaliação ergonômica do ambiente construído realizada em um arquivo funcional de uma instituição Pública de Ensino Superior situada na Cidade do Recife, PE. Buscou-se identificar as expectativas e impressões dos seus usuários e avaliar se este espaço atende às suas necessidades. Para tanto, aplicou-se a Metodologia Ergonômica para o Ambiente Construído (MEAC), proposta por Villarouco (2008). A partir da análise dos dados, foi possível identificar alguns problemas nos espaços e recomendações prováveis foram sugeridos.

Artigo:

This paper reports an ergonomic evaluation of the environment built held in a functional file a public institution of higher education located in Recife, PE. We tried to identify the expectations and impressions of their users and assess whether this space suits your needs. Therefore, we applied the Ergonomic Methodology for the Built Environment (MEAC), proposed by Villarouco (2008). From the data analysis, it was possible to identify some problems in the spaces and probable recommendations were suggested.

Palavras-chave: Ergonomia, Ambiente construído, Arquivo funcional., Ergonomics,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/15ergodesign-31-E033

Referências bibliográficas
  • [1] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050: Acessibilidade a Edificações, Mobiliário, Espaços e Equipamentos Urbanos. Rio de Janeiro, 2004.
  • [2] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15.413: Iluminância de Interiores. Rio de Janeiro. 1987.
  • [3] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10.152: Níveis de Ruído para Conforto Acústico. Rio de Janeiro, 1987.
  • [4] BERVIAN, P. A.; SILVA, R. da. Medologia Científica. 6º Ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.
  • [5] BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. NR 17 – Ergonomia. Brasília: 2007.CERVO, A. L.;
  • [6] http://www.artigos.com/artigos/tutoriais/o-que-e-um-arquivo?-343/artigo/#.VGaV6abXoxA
  • [7] IIDA, Itiro. Ergonomia: projeto e produção. São Paulo. Edgar Blucher. 2005.
  • [8] MONT`ÀLVÃO, C. A ergonomia do ambiente construido no Brasil. In: MONT`ALVÃO, C.; VILLAROUCO, V.(org) Um novo olhar para o projeto: a ergonomia no ambiente construido. Rio de Janeiro: 2AB, 2011.
  • [9] UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Disponível em http://www.ufpe.br Acesso em dezembro de 2014.
  • [10] VASCONCELOS, Christinane F.; VILLAROUCO, Vilma; SOARES, Marcelo M. Avaliação ergonômica do ambiente construído: estudo de caso de uma biblioteca universitária. Ação ergonômica, v.4. p. 5-25, 2009.
  • [11] VILLAROUCO, Vilma. Construindo uma Metodologia de Avaliação Ergonômica do Ambiente. AVEA. 2014. Congresso Brasileiro de Ergonomia. Porto Alegre. Anais ABERGO.
Como citar:

SILVA, Ana Cláudia Colaço Lira; SILVA, Aline Nascimento; SILVA, Valéria C. Pereira da Rocha; RAMOS, Maria Lúcia Silva; VILLAROUCO, Vilma; "AVALIAÇÃO ERGONÔMICA DO AMBIENTE CONSTRUIDO: ESTUDO DE CASO NO ARQUIVO FUNCIONAL DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DE ENSINO SUPERIOR", p. 176-186 . In: Anais do 15º Ergodesign & Usihc [=Blucher Design Proceedings, vol. 2, num. 1]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/15ergodesign-31-E033

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações