Abstract - Open Access.

Idioma principal

Avaliação do Efeito da Adição de Microcápsulas Probióticas Às Características Físico-Químicas, Microbiológicas e Sensoriais de Salame Tipo Italiano

Avaliação do Efeito da Adição de Microcápsulas Probióticas Às Características Físico-Químicas, Microbiológicas e Sensoriais de Salame Tipo Italiano

Silva, Pablo Teixeira da; Fries, Leadir Lucy Martins; Menezes, Cristiano Ragagnin de; Bastos, Juliana de Oliveira; Lang, Daniele Juçara Kleovan; Braga, Janaína de Borba;

Abstract:

A microencapsulação pode ser definida como a tecnologia de empacotamento de compostos, com filmes poliméricos, formando microcápsulas. Os micro-organismos têm sido microencapsulados em alimentos devido ao efeito bactericida do suco gástrico, aumentando, assim, sua viabilidade ao longo do trato gastrointestinal. Os probióticos são definidos como micro-organismos vivos capazes de melhorar o equilíbrio intestinal, produzindo efeitos benéficos à saúde. Devido ao fato de que os produtos cárneos fermentados serem fabricados com carne crua e consumidos sem prévio aquecimento, o uso de probióticos mostra-se promissor. Entretanto, estes produtos possuem um ambiente não favorável para a sobrevivência de probióticos em razão de características como baixo pH e atividade de água, além da presença de sais e de outros micro-organismos competidores. O objetivo deste trabalho foi adicionar microcápsulas de Bifidobacterium animalis e Lactobacillus acidophilus à produção de salame tipo Italiano, avaliando seus efeitos sobre as características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais do salame. Foram produzidos três tratamentos: T1 o controle e T2 e T3 com adição de microcápsulas de B. animalis e L. acidophilus, respectivamente. Foram realizadas análises de atividade de água, pH, umidade, perda de peso, contagem de coliformes à 45ºC e Staphylococcus coagulase positiva e detecção de Salmonella sp. e o acompanhamento das culturas probióticas microencapsuladas, todas as análises ocorreram durante os 120 dias de produção; além de análise sensorial do salame após 30 dias e mensalmente até 120 dias. Os dados foram avaliados através de Análise de Variância (ANOVA) e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey, considerando o nível de significância de 5% (p0,05) entre os tratamentos com relação às análises físico-químicas, microbiológicas e sensoriais. Os tratamentos T2 e T3 mantiveram contagens de B. animalis e L. acidophilus acima de 8 log UFCAndlt;supAndgt;.Andlt;/supAndgt;gAndlt;supAndgt;-1Andlt;/supAndgt; até 53 e 48 dias, respectivamente. O estudo indica que a adição de microcápsulas de B. animalis ou L. acidophilus à produção de salame tipo Italiano não alterou as características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais do salame, sendo viável durante 53 e 48 dias, respectivamente.

Abstract:

Palavras-chave: Bifidobacterium animalis, Lactobacillus acidophilus, microencapsulação,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-114

Referências bibliográficas
Como citar:

Silva, Pablo Teixeira da; Fries, Leadir Lucy Martins; Menezes, Cristiano Ragagnin de; Bastos, Juliana de Oliveira; Lang, Daniele Juçara Kleovan; Braga, Janaína de Borba; "Avaliação do Efeito da Adição de Microcápsulas Probióticas Às Características Físico-Químicas, Microbiológicas e Sensoriais de Salame Tipo Italiano", p. 227-228 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-114

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações