Abstract - Open Access.

Idioma principal

Avaliação do Crescimento Micelial de Aspergillus Ochraceus em Diferentes Meios de Cultura À Base de Alimentos

Avaliação do Crescimento Micelial de Aspergillus Ochraceus em Diferentes Meios de Cultura À Base de Alimentos

Souza, Sirlei Cristina de; Pereira, Vanessa Maria; Chalfoun, Sara Maria; Batista, Luis Roberto;

Abstract:

Os fungos são microrganismos que apresentam aspectos importantes para os seres vivos, especialmente em alimentos onde são responsáveis pela deterioração, produção de micotoxinas e biocompostos utilizados na indústria. Dentre os fungos mais comuns em alimentos destacam-se os gêneros Aspergillus e Penicillium que estão difundidos em alimentos tropicais. A. ochraceus é apontado como um dos maiores produtores de ocratoxina A em alimentos como frutas secas, milho e grãos de café, assim sendo, é importante conhecer as suas exigências nutricionais. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito de diferentes meios de cultura no crescimento micelial. Foram testados 3 isolados de Aspergillus ochraceus (CDCA0151, CDCA0153 e CDCA0162), obtidos na Coleção de Cultura do Departamento de Ciências dos Alimentos-UFLA, nos meios de cultura: Yeast Extract Agar (YES), aw 0.997; Coffee Extract Agar (CMEA), aw 0.994; Wheat Extract Agar (WMEA), aw 0.995; Maize Agar (CMA), aw 0.995, na temperatura de 25°C. Para a obtenção dos esporos, nas placas com as culturas de A. ochraceus foram adicionados 20ml de água destilada estéril e 2 gotas de Tween 20. Para multiplicação, 10 µL de uma suspensão de esporos (106 a 107 esporos mL-1), de cada isolado foi inoculado o centro das placas e o crescimento fúngico foi avaliado medindo o diâmetro da colônia a cada 48h. Os tratamentos foram feitos em duplicata. No meio YES, os isolados CDCA0151 e CDCA0162 apresentaram crescimento máximo (9mm) por volta do 10°dia, enquanto o isolado CDCA0153 se desenvolveu mais lentamente chegando ao ponto máximo no 16° dia. Para os meios a base de café e trigo as curvas de crescimento foram semelhantes para todos isolados chegando ao crescimento máximo por volta do 17° dia. O meio a base de milho foi o que apresentou a curva de crescimento mais lenta atingindo o crescimento máximo no 20°dia para os três isolados. Portanto, cada tipo de meio de cultura pode apresentar diferentes composições, havendo assim, variação nas taxas de crescimento, o meio YES foi mais favorável ao desenvolvimento de A. ochraceus, embora os meios baseados em café e trigo também apresentaram composições nutricionais compatíveis as necessitadas para o seu crescimento, além disso, os meios de cultivo à base de alimentos são fontes baratas, e seus resultados de taxa de crescimento semelhantes àquelas em cultivos diretos e meios sintéticos.

Abstract:

Palavras-chave: Aspergillus ochraceus, Meios de cultura, Crescimento,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-089

Referências bibliográficas
Como citar:

Souza, Sirlei Cristina de; Pereira, Vanessa Maria; Chalfoun, Sara Maria; Batista, Luis Roberto; "Avaliação do Crescimento Micelial de Aspergillus Ochraceus em Diferentes Meios de Cultura À Base de Alimentos", p. 543-544 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-089

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações