fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

AVALIAÇÃO DO APROVEITAMENTO DE BORRA DE TINTA GERADA EM SISTEMAS DE PINTURA DE PROCESSO METALÚRGICO

BITTELBRUNN, B.; PERINI, B. L. B.; SELLIN, N.;

Artigo:

Neste trabalho, foi avaliado o aproveitamento de borra de tinta a base de solvente gerada em cabines de pintura de peças de indústria metalúrgica. A recuperação da borra de tinta foi realizada a partir da adição de solvente, moagem e filtração. A tinta obtida foi caracterizada e aplicada em amostras de aço comum e de ferro cinzento/nodular. As amostras pintadas foram caracterizadas por resistência à corrosão, ciclagem térmica, aderência e espessura de camada, e comparadas com amostras pintadas com tintas não recicladas. Análise econômica foi realizada visando comparar custos relacionados à reciclagem da borra de tinta com os de destinação em aterro industrial. A tinta reciclada apresentou características e propriedades semelhantes a tintas usualmente empregadas pela indústria metalúrgica, sendo aprovada nos testes de qualidade da pintura, podendo ser empregada como tinta de fundo. A reciclagem da borra de tinta apresentou menor custo em relação à disposição em aterro industrial.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0403-25667-170177

Referências bibliográficas
  • [1] ABRAFATI - Associação Brasileira de Fabricantes de Tintas. Disponível em: http://www.abrafati.com.br/indicadores-do-mercado/numeros-do-setor/ , acesso em março/2014.
  • [2] BRITO, L. S.; CUNHA, M. E. T. Reaproveitamento de resíduos da indústria moveleira. UNOPAR Ciências Exatas e Tecnológicas, Londrina, v. 8, n. 1, p.23-26, 2009.
  • [3] FAZENDA, J. M. R. Tintas e Vernizes: Ciência e Tecnologia. São Paulo: Ed. Abrafati - Associação Brasileira de Fabricantes de Tintas, 2° Ed., Vol. 1 e 2, 1995.
  • [4] JOHN, V. M. Reciclagem de resíduos na construção civil: Contribuição para metodologia de pesquisa e desenvolvimento. Tese de Livre Docência. Escola Politécnica – USP, 113 p., 2000.
  • [5] JOHNSON, J. C.; SLATER, A. Method for treating waste paint sludge. Environment International, v. 17, n. 6, p. 22, 1991.
  • [6] Lei 11.762, de 1º. de agosto de 2008, Diário Oficial da União, ISSN 1677-7042.
  • [7] MTE – Ministério do Trabalho e Emprego. Norma Regulamentadora no. 15. Disponível em http://portal.mte.gov.br/legislacao/norma-regulamentadora-n-15-1.htm, acesso em abril/2014.
  • [8] NBR 094 - Material metálico revestido e não-revestido – corrosão por exposição à névoa salina; Associação Brasileira de Normas Técnicas, 1983; NBR10.004 - Resíduos Sólidos – Classificação, Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2004.
  • [9] NBR10.546 - Preparação de Corpos de Prova para aplicação de tintas, Associação Brasileira de Normas Técnicas, 1988; NBR11.003 - Tintas — Determinação da aderência, Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2009; NBR13.006 - Pintura de corpos-de-prova para ensaios de tintas, Associação Brasileira de Normas Técnicas,1993; PIMENTA, A. S.; VITAL, B. R. Contaminação de pintores profissionais por metais pesados provenientes de tintas e vernizes, Química Nova, v. 17, n. 4, p. 277-280, 1994.
Como citar:

BITTELBRUNN, B.; PERINI, B. L. B.; SELLIN, N.; "AVALIAÇÃO DO APROVEITAMENTO DE BORRA DE TINTA GERADA EM SISTEMAS DE PINTURA DE PROCESSO METALÚRGICO", p. 7051-7058 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0403-25667-170177

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações