fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

AVALIAÇÃO DA CONDUTIVIDADE HIDRÁULICA DE GASOLINA EM ÁREAS DE RECARGA DO AQUÍFERO GUARANI – MICROBACIA HIDROGRÁFICA URBANA DO RIO BACACHERI (PR).

MILCZEWSKI, P. F.; ZAIA, L.; HU, T.; MATHIAS, A. L.; WEINSCHUTZ, R.; JORGE, R. M. M.;

Artigo:

No mundo, estima-se que 87% dos combustíveis são derivados de petróleo. Isto faz dos postos revendedores, uma das principais fontes de contaminação do solo e águas subterrâneas. No ambiente, o combustível sofre a influência de diversos mecanismos que aumentam a velocidade de dispersão e/ou retardam sua locomoção. Os processos de retenção aprisionam o contaminante, diminuindo extremamente sua mobilidade, todavia este passa a funcionar como uma fonte gradativa de contaminação, liberando poluentes de forma lenta e contínua, podendo atingir o lençol freático. Neste trabalho, realizaram-se ensaios, com o intuito de caracterizar o comportamento de absorção por capilaridade da gasolina oxigenada em amostras de solo coletadas ao longo da Bacia Hidrográfica do Rio Bacacheri – Curitiba/PR. Este parâmetro permite avaliar a influência do tipo de solo e da umidade na Capacidade de Retenção Volumétrica Máxima de Combustível. Esta informação possibilita, entre outras coisas, estimar o volume de solo necessário para reter um vazamento antes que substâncias tóxicas, como o benzeno, atinjam o aquífero. A Bacia do Rio Bacacheri compõe a Bacia do Alto Iguaçu, que pode ser considerada uma área de recarga do Sistema Aquífero Guarani.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0012-27551-146483

Referências bibliográficas
  • [1] AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO (ANP). Anuário Estatístico Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis 2014. Disponível em: Andlt;www.anp.gov.brAndgt; Acesso em: 27/Jan/2014.
  • [2] INSTITUTO DAS ÁGUAS DO PARANÁ (ÁGUAS PARANÁ) – Disponível em: Andlt;http://www.aguasparana.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=57Andgt;. Acesso em: 05/Fev/2014.
  • [3] CORSEUIL, H. X.; MARINS, M.D.M.. Contaminação de águas subterrâneas por derramamentos de gasolina: o problema é grave? Revista Engenharia Sanitária e Ambiental, [s. l.], v.2, n.2, Diversas Páginas, 1997.
  • [4] DUARTE, K.S. (2003) Avaliação do Risco Relacionado à Contaminação dos Solos por Hidrocarbonetos no Distrito Federal. Tese de Doutorado em Geotecnica pela Universidade de Brasília. Diversas Páginas. MILCZEWSKI, P.F. Avaliação Qualitativa dos Riscos Ambientais Gerados por Postos de Combustíveis Localizados na Microbacia Hidrográfica do Rio Bacacheri. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso de Nível Superior de Tecnologia em Química Ambiental, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2010.
  • [5] MINISTÉRIO DE MEIO AMBIENTE (MMA). Disponível em: Andlt;http://www.mma.gov.br/ agua/recursos-hidricos/item/8617-aquífero-guaraniAndgt; Acesso em: 19/Fev/2014.
  • [6] RIBEIRO, A.C. (1999). Contribuição ao Conhecimento do Mecanismo da Interação da Gasolina com Solos Residuais Tropicais. Dissertação de Mestrado, UFRJ, Rio de Janeiro, Diversas Páginas. RIBEIRO, N.C. (2005) Avaliação da Impermeabilização e Ocorrência de Inundações na Bacia do Rio Bacacheri. Dissertação de Mestrado. Curso de Pós-Graduação em Geologia. Universidade Federal do Paraná. Diversas Páginas.
Como citar:

MILCZEWSKI, P. F.; ZAIA, L.; HU, T.; MATHIAS, A. L.; WEINSCHUTZ, R.; JORGE, R. M. M.; "AVALIAÇÃO DA CONDUTIVIDADE HIDRÁULICA DE GASOLINA EM ÁREAS DE RECARGA DO AQUÍFERO GUARANI – MICROBACIA HIDROGRÁFICA URBANA DO RIO BACACHERI (PR).", p. 6531-6538 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0012-27551-146483

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações