dezembro 2014 vol. 1 num. 5 - II Congresso Brasileiro de Medicina Hospitalar

Resumo - Open Access.

Idioma principal

Aumento Dos Biomarcadores Inflamatórios, Apoptóticos e do Dano Ao DNA Em Pacientes Após Acidente Vascular Encefálico.

Righi, F.L.; Bertazzo, T.L.; Pascotini, E.T.; Fighera, M.R.; Cardoso, A.S.; Haupenthal, F.; Flores, A.E.;

Resumo:

O Acidente Vascular Encefálico (AVE) é uma das principais causas de morte e incapacidade associado a sequelas relacionadas com o dano cerebral. Entre os mecanismos etiológicos associados estão a excitoxicidade, a sinalização apoptótica e processos inflamatórios. Essa cascata de eventos pode ativar astrócitos e células microgliais que, consequentemente, liberam mediadores inflamatórios, como a interleucina 1β (IL-1 β) e Fator de Necrose Tumoral alpha (TNF-α). Esses marcadores inflamatórios podem ativar seus receptores associados a domínio de morte, e causar a ativação das caspases 1 e 3, que conduzem a uma disfunção celular. Assim, esse estudo objetiva investigar a associação entre marcadores inflamatórios, apoptóticos e de dano ao DNA nos pacientes após AVE em humanos. Médodos: Pesquisa realizada com pacientes do ambulatório de fisioterapia e de neurologia do Hospital Universitário (HUSM) da UFSM. Foi coletada uma amostra de sangue para determinação dos níveis de IL-1 β, TNF-α, caspase 1 e 3 e indicador de dano ao DNA pela técnica de picogreen. Resultados: Característica dos pacientes do grupo intervenção: A pesquisa foi realizada com 40 pacientes, sendo 27 (67,5%) do sexo masculino, com idade média de 60,5 anos. Em relação ao hemisfério afetado, 13 (32,5%) pacientes sofreram AVE no hemisfério esquerdo e 27 no hemisfério direito (67,5%). Houve aumento dos níveis séricos de TNF-α (t=14.23 pg/ml), IL-1(t=18.39 pg/ml), Caspase 3 (t=6.821Fl/min/ml), Caspase 1 (t=6,985 Fl/min/ml) e dano ao DNA (t=7.777 pg/ml) no grupo com AVE em comparado ao grupo controle. Foi considerado significativo p Andlt;0,05. Conclusão: Os resultados encontrados sugerem que o dano cerebral observado no AVE pode estar associado com a ativação das vias inflamatórias e apoptóticas, representado pelo aumento da IL-1β, TNF-α, caspases 1 e 3 no sangue de pacientes com AVE em comparação com grupo controle saudável e o consequente dano ao DNA.

Resumo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/medpro-II-cbmh-079

Referências bibliográficas
Como citar:

Righi, F.L.; Bertazzo, T.L.; Pascotini, E.T.; Fighera, M.R.; Cardoso, A.S.; Haupenthal, F.; Flores, A.E.; "Aumento Dos Biomarcadores Inflamatórios, Apoptóticos e do Dano Ao DNA Em Pacientes Após Acidente Vascular Encefálico.", p. 81 . In: . São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-II-cbmh-079

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações