Artigo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ASPÉCTOS INCLUSIVOS DO DESIGN DE MODA PARA CRIANÇAS COM CEGUEIRA

ASPECTS INCLUSIVE FASHION DESIGN FOR CHILDREN WITH BLINDNESS

BONONI, Juliana; CARVALHO, J. A.; DOMICIANO, Cássia Letícia Carrara; PINHEIRO, Olympio José; PASCHOARELLI, Luis Carlos; MEDOLA, Fausto Orsi;

Artigo:

Este estudo tem como objetivo discutir as questões principais que relacionam moda e deficiência visual infantil. A discussão é feita a partir de uma revisão bibliográfica, e busca proporcionar um olhar sobre as novas possibilidades trazidas pelo design inclusivo na moda. Demonstra-se de que forma a indústria da moda tem trabalhado a percepção tátil das crianças com deficiência visual por meio do vestuário, destacando a necessidade de uma abordagem multidisciplinar ao design. Ainda que alguma evolução possa ser notada, existem ainda grandes desafios para que se possa atender às necessidades e expectativas de crianças com baixa visão.

Artigo:

This study aims to discuss the main issues relating fashion and children''s visual impairment. The discussion is made from a literature review, and seeks to provide a look at the new opportunities brought by the inclusive design. It is shown how the fashion industry has worked the tactile perception of children with visual disabilities through clothing, highlighting the need for a multidisciplinary approach to design. Although some progress can be noted, there are still major challenges so that we can meet the needs and expectations of children with low vision.

Palavras-chave: vestuário infantil, percepção tátil, deficiência visual, inclusão social., Children''s clothing,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/15ergodesign-72-E040

Referências bibliográficas
  • [1] AULER, Daniela. Moda Inclusiva: Perguntas e respostas para atender o tema. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/usr/share/documents/MODA_INCLUSIVA_DIGITAL_CARTILHA_FINAL.pdf acessado em 12/12/2014
  • [2] ANCHIETA, Adrienne Rabelo. A complexidade da moda como profissão. Disponível em http://www.coloquiomoda.com.br/anais/anais/2-Coloquio-de-Moda_2006/artigos/6.pdf Acesso em: 20/12/2014.
  • [3] AMIRALIAN, Maria Lúcia T. M. Compreendendo o Cego: Uma visão psicanalistica da cegueira por meio de Desenho – Estórias. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997.
  • [4] ARNHEIM, Rudolf. Arte e Percepção Visual: uma psicologia da visão criadora. São Paulo: 1996. Trad. Terezinha de Faria.
  • [5] BARBOSA, Rita Claudia Aguiar. QUEDES, Walkiria. Vestuário e infância: entre a adequação e as determinações sociais. Disponível em http://fido.palermo.edu/servicios_dyc/encuentro2007/02_auspicios_publicaciones/actas_diseno/articulos_pdf/A100.pdf Acesso em 28/12/2014
  • [6] BRITO, Inayê Jorge Gomes de, et al. O Design de Moda como inclusão social de portadores de deficiência visual. Revista Eletrônica de Educação e Tecnologia do SENAI-SP. ISSN 1981-8270. v.4, n.9, out.2010. Disponível em: http://revistaeletronica.sp.senai.br/index.php/seer/article/viewFile/154/98 acessado em 10/11/2014.
  • [7] CARDOSO, Tânia Patrícia. A influência da publicidade no consumo da moda infantil. UEM; Maringá 2011. Disponível em: http://www.dfe.uem.br/TCC/Trabalhos%202011/Turma%2031/Tania_Cardoso.pdf acessado em:10/11/14.
  • [8] CUNHA, Ana Cristina Barros da; ENUMO, Sônia Regina Fiorim; CANAL, Cláudia Patrocínio Pedroza. Avaliação cognitiva psicométrica e assistida de crianças com baixa visão moderada. Paidéia (Ribeirão Preto) Vol: 21 Edição: 48 Páginas: 29-39 Publicado: 2011-04 Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttextAndamp;pid=S0103-863X2011000100005 acessado 11/11/14.
  • [9] DAL BOSCO, Glória Lopes da Silva. Moda Inclusiva: uma análise estética funcional. Disponível em: http://coloquiomoda.com.br/anais/anais/10-Coloquio-de-Moda_2014/COMUNICACAO-ORAL/CO-EIXO3-CULTURA/CO-Eixo-3-Moda-Inclusiva-Uma-Analise-Estetica-e-Funcional.pdf acessado em 06/01/2015
  • [10] FERREIRA, Francirosy Campos Barbosa. MORELLATO, Alice. Ser, Sentir-se e viver com a cegueira e a estigmatização. Disponível em: file:///C:/Users/Julyka/Downloads/pontourbe-1092-11-ser-sentir-se-e-viver-com-a-cegueira-e-a-estigmatizacao.pdf Acessado em 28/12/2014
  • [11] Estadão. Jornal do Estado de São Paulo online. Disponível em: http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,etiqueta-em-braile-deixa-moda-mais-acessivel-imp-,668553 Acessado em 04/01/2015.
  • [12] FERRONI, Marília Costa Câmara; GASPARETTO, Maria Elisabete Rodrigues Freire. Escolares com baixa visão: percepção sobre as dificuldades visuais, opinião sobre as relações com comunidade escolar e o uso de recursos de tecnologia assistiva nas atividades cotidianas. Rev. bras. educ. espec., Marília, v.18, n. 2, jun. 20 Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttextAndamp;pid=S1413-65382012000200009Andamp;lng=ptAndamp;nrm=iso Acesso em 14 dez.2014.
  • [13] GERBER, Paul J.; GRIFFIN, Harold C.Desenvolvimento Tátil e suas Implicações na Educação de Crianças Cegas. Disponível em: http://www.ibc.gov.br/?itemid=101 Acessado em: 13/12/2014
  • [14] GONÇALVES, Eliana; BEIRAO, José Alfredo. Aspectos Ergonômicos: evolução do vestuário infantil. 2007. Disponível em http://fido.palermo.edu/servicios_dyc/encuentro2007/02_auspicios_pub... Acessado em: 20/12/2014
  • [15] GUIMARÃES, M. A dimensão ambiental na educação. Campinas: Papirus, 1995.
  • [16] IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/94/cd 2010 religiao deficiencia.pdf Acessado em: 20/12/2014.
  • [17] LIMA, Ana C.E. FERREIRA, Jeniffer Cristiane. SILVA, Rômulo Gonçalves da. Deficiência Visual: vida independente e inclusão. Disponivel em http://www.faeterj-caxias.net/revista/index.php/edutec/article/view/42
  • [18] Acessado 20/12/2014
  • [19] LIMA JÚNIOR, Geraldo Coelho. Design de Moda e Percepção Tátil. Disponível em: http://www.coloquiomoda.com.br/anais/anais/2-Coloquio-de-Moda_2006/artigos/49.pdf Acessado em 28/12/2014
  • [20] LIPOVETSKY, Gilles: O Império do Efêmero: a moda e seu destino nas sociedades modernas. São Paulo: Companhia da Letras, 1989. 9ª reimpressão 2006.
  • [21] MAXIMILIANO, Cristiani. TOMASULO, Simone Batista. O ensino de moda e a inclusão de deficientes visuais. E-Tech: Tecnologias para Competitividade Industrial, Florianópolis, v. 7, n. 2, p.135-164, 2013.
  • [22] MONTAGU, Asheley. Tocar – O significado humano da pele. São Paulo: Summus Editorial, 1986. Trad. Maria Silvia Mourão Netto.
  • [23] MUSEEN, Paul Henry; CONGER, Joan Janeway; KAGAN, Jerome. Desenvolvimento e personalidade da criança. 4. ed. São Paulo: Harbra, 1988. 553 p.
  • [24] MUNARI, Bruno. Das coisas nascem coisas. São Paulo: Martins Fontes, 1998.
  • [25] NEVES, Manuela. BARRETO, Marise. NEVES, Jorge. Design de uma Etiqueta para pessoas com Deficiência Visual. VI CIPED,2011. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/15745/1/Artigo%20Etiqueta.pdf acessado em 20/12/2014
  • [26] OLIVEIRA, J. V. G. Arte e visualidade: A questão da cegueira. Revista Benjamin Constant,1998, 4(10), 7-10.
  • [27] OLIVEIRA, M. B. Andamp; OLIVEIRA, M. K. (Orgs.). (1999). Investigações cognitivas: Conceitos, linguagem e cultura. Porto Alegre: Artmed.
  • [28] OLIVEIRA, Fátima I.W.de. BIZ, Vanessa Aparecida. FREIRE, Maísa. Processo de inclusão de alunos deficientes visuais na rede regular de ensino: confecção e utilização de recursos didáticos adaptados. Disponível em: https://scholar.google.com.br/scholar?bav=on.2,or.r_cp.r_qf.Andamp;bvm=bv.82001339,d.eXYAndamp;biw=1366Andamp;bih=667Andamp;dpr=1Andamp;um=1Andamp;ie=UTF-8Andamp;lrAndamp;q=related:tAXhb5pGuMB27M:scholar.google.com/ acessado em 20/12/2014
  • [29] PINHEIRO, Isabela Ferreira da Silva. SANCHES, Maria Celeste de Fátima. O produto de moda como fator de estimulo a fantasia e imaginação infantil. Disponível em http://www.coloquiomoda.com.br/anais/anais/2-Coloquio-de-Moda_2006/artigos/54.pdf acessado em 20/12/2014
  • [30] RESENDE, Cláudia Arantes Pires Di Guimarães. MACHADO, Janine Brito. SOUTO, Keila Cristina Dias. VIEIRA, Sandra da Silva. MARTINS, Eliecília F. Estudo sobre as vestimentas para deficientes visuais. Disponível em; http://www.coloquiomoda.com.br/anais/anais/7-Coloquio-de Moda_2011/GT13/Poster/P_89620 A_relacao_do_Deficiente_Visual_com_as_vestimentas.pdf acessado em 20/12/2014
  • [31] ROCHA, R. de C. História Da Infância: reflexões acerca de algumas concepções correntes. Revista ANALECTA, Guarapuava: Unicentro, v. 3, n. 2, p. 51- 63 jul/dez. 2002.
  • [32] SARMENTO, Manuel Jacinto. Imaginário e culturas de infância. Minho, 2003. Disponível em: http://old.iec.uminho.pt/promato/textos/imacultinfancia.pdf Acessado em: 12 dezembro 2014.
  • [33] SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão/Construindo uma sociedade para todos. 2ª ed., Rio de Janeiro: WVA, 1997.
  • [34] SOUZA, Carolina Molina Lucenti de. BATISTA, Cecilia Guarnieri. Psicologia - reflexão e crítica. Vol: 21 Edição: 3 Páginas: 383-391 Publicado: 2008
  • [35] ULBRICHT, Vania Ribas. Et al. Os Deficientes visuais e a aprendizagem da representação espacial. Gráfica 2011.
  • [36] ZANATTA, Tatiana Anselmo Ferreira. Modelagem Infantil: Dificuldades Antropométricas atuais. UNESC. Disponível em: http://repositorio.unesc.net/bitstream/handle/1/2507/Tatiana%20Anselmo%20Ferreira%20Zanatta.pdf?sequence=1 acessado em 11/11/2014.
Como citar:

BONONI, Juliana; CARVALHO, J. A.; DOMICIANO, Cássia Letícia Carrara; PINHEIRO, Olympio José; PASCHOARELLI, Luis Carlos; MEDOLA, Fausto Orsi; "ASPÉCTOS INCLUSIVOS DO DESIGN DE MODA PARA CRIANÇAS COM CEGUEIRA", p. 954-966 . In: Anais do 15º Ergodesign & Usihc [=Blucher Design Proceedings, vol. 2, num. 1]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/15ergodesign-72-E040

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações