Artigo - Open Access.

Idioma principal

AS CAPAS DE CORDEL EM XILOGRAVURA NA TIPOGRAFIA SÃO FRANCISCO (1932-1982)

Paiva, Paulo Jeyson Barros;

Artigo:

Os folhetos de cordel tiveram uma vasta distribuição nas regiões norte e nordeste do Brasil durante a primeira metade do século XX. A Tipografia São Francisco foi uma das maiores editoras de cordel do país, funcionando entre os anos de 1932 e 1982 na cidade de Juazeiro do Norte, Ceará. Fundada por José Bernardo da Silva, essa editora foi responsável pela popularização da xilogravura nas capas de folhetos de cordel. Através de pesquisa documental no acervo digital da Fundação Casa de Rui Barbosa, este estudo tem como objetivo resgatar a produção dessas capas e os principais xilógrafos que trabalharam para a Tipografia.

Artigo:

The folhetos de cordel had a large distribution in brazilian north and northeast during the first half of the twentieth century. The Tipografia São Francisco was one of the largest cordel publishers in the country, working between the years 1932 and 1982 in in the town of Juazeiro do Norte, Ceará. Founded by José Bernardo da Silva, this publisher was responsable for popularization of woodcuts on the covers of folhetos de cordel. Through documental research in the Fundação Casa de Rui Barbosa''s digital collection, this study aims to rescue the prodution of this covers and the mains xilographers that worked for the Tipography.

Palavras-chave: Folhetos de cordel, Design editorial, História do Design, Xilogravura., Folhetos de cordel, Editorial design, Design''s History, Woodcut.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/designpro-ped-00645

Referências bibliográficas
  • [1] CAMARGO, Mário de (org.). Gráfica: Arte e indústria no Brasil: 180 anos de História. 2 edição. São Paulo: Bandeirantes Gráfica, 2003.
  • [2] CARDOSO, Rafael (org.). Impresso no Brasil, 1808-1930: destaques da história gráfica do acervo da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro: Verso Brasil, 2009.
  • [3] ______. O Design brasileiro antes do Design: Aspectos da história gráfica, 1870-1960. São Paulo: Cosac Naify, 2005.
  • [4] CARVALHO, Gilmar. Desenho gráfico popular. Instituto de Estudos Brasileiros/USP, 2000.
  • [5] ______. Madeira Matriz: Cultura e memória. São Paulo: Annablume, 1998.
  • [6] ______. Memórias da xilogravura. Fortaleza: Expressão Gráfica, 2010.
  • [7] ______. Xilogravura: Doze escritos na madeira. 2. ed. Fortaleza: Museu do Ceará, 2011.
  • [8] ______. Xilogravura: Os percursos da criação popular, in: Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, nº 39, 1995.
  • [9] DONES,V.L.. As apropriações do vernacular pela comunicação gráfica. In: Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 27., 2004. Porto Alegre. Anais... São Paulo: Intercom, 2004.
  • [10] FRANKLIN, Jeová. Xilogravura popular na Literatura de Cordel. Brasília: LGE, 2007. LOPES, Ribamar. Literatura de Cordel: Antologia. 3ª edição. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 1982.
  • [11] MARANHÃO, Liêdo. O folheto popular: Sua capa e seus ilustradores. Recife: Fundação Joaquim Nabuco - Editora Massangana, 1981.
  • [12] MELO, Chico Homem de; RAMOS, Elaine. Linha do tempo do design gráfico no Brasil. São Paulo: Cosac Naify, 2011.
  • [13] MELO, Rosilene Alves de. Arcanos do Verso: Trajetórias da literatura de cordel. Fortaleza: 7 Letras, 2010.
  • [14] NIEMEYER, Lucy. Design no Brasil: Origens e instalação. 4 edição. Rio de Janeiro: 2AB, 2007.
  • [15] PAIVA, Paulo. Memórias do cordel: O legado da Tipografia São Francisco para o design brasileiro. Pelotas, 2011. 102 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Design Gráfico) - Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas.
  • [16] SOBREIRA, Jeová. Xilógrafos de Juazeiro. Brasília: Fundação Astrojildo Pereira, 2007. TEMÓTEO, Jurandy. A xilogravura de Walderêdo Gonçalves no contexto da cultura popular do Cariri. João Pessoa: A Província, 2002.
Como citar:

Paiva, Paulo Jeyson Barros; "AS CAPAS DE CORDEL EM XILOGRAVURA NA TIPOGRAFIA SÃO FRANCISCO (1932-1982)", p. 766-777 . In: Anais do 11º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 1, n. 4]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/designpro-ped-00645

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações