Abstract - Open Access.

Idioma principal

Ação Microbiológica de Filme de Acetato com Óleos Essenciais em Queijo Coalho

Ação Microbiológica de Filme de Acetato com Óleos Essenciais em Queijo Coalho

Silva, Sarah Maria Frota; Bastos, Maria Do Socorro Rocha; Martins, Camila Mota; Santos, Karina Maria Olbrich dos; Vasconcelos, Antonio Silvio do Egito; Canuto, Kirley Marques;

Abstract:

As embalagens biodegradáveis têm sido amplamente exploradas como alternativas para substituição das embalagens convencionais. Estudos vêm sendo direcionados visando não somente a proteção, mas também a interação com o produto. Em alimentos as embalagens ativas atuam como barreira a agentes externos, contribuindo com uma melhor qualidade do produto e prolongando a vida de prateleira. A incorporação de substâncias antimicrobianas em embalagens é uma estratégia para solucionar o problema da contaminação microbiana em alimentos. Dentre as substâncias aplicadas, os óleos essenciais (OE) têm recebido atenção especial por serem substâncias naturais. O presente estudo teve como objetivo avaliar a ação do filme de acetato de celulose adicionado com OE, de alfavaca cravo (Ocimum gratissumum) e capim limão (Cymbopogom citratus), na redução da contaminação microbiológica em queijo coalho bovino inoculados intencionalmente por Staphylococcus aureus. Na elaboração dos filmes utilizou-se acetato de celulose incorporados com uma concentração de 20 % (p/v) de OE de alfavaca cravo e capim limão sendo a porcentagem deste calculada em relação ao peso do acetato de celulose e ainda uma solução filmogênica sem adição de OE (controle). Os queijos foram embalados com os filmes testes e armazenados em temperaturas de refrigeração e ambiente. As análise microbiológicas foram realizadas em 3 tempos (0, 7, 14 dias). Os resultados da análise demonstraram que, o tratamento com OE de alfavaca reduziu 0,36 log ufc/ml em 14 dias de armazenamento em temperatura de 8°C, quando comparado ao controle. Já o tratamento com OE capim limão reduziu 0,42 log ufc/ml em 7 dias de armazenamento em temperatura de 8°C, quando comparado ao controle. Analisando-se os resultados do tratamento com OE de alfavaca nota-se que houve uma redução na população de Staphylococcus aureus em 7 dias além de apresentar maior estabilidade, mantendo a redução até o décimo quarto dia. Já o tratamento com OE de capim limão apresentou uma redução maior, porém com uma menor estabilidade permitindo o aumento de 0,5 log ufc/ml entre o sétimo e o décimo quarto dia. Os filmes de acetato de celulose apresentaram uma discreta redução na contaminação por Staphylococcus aureus presentes nos queijos analisados. Esta redução foi mais acentuada no tratamento com OE de capim limão à temperatura de 8°C, durante sete dias.

Abstract:

Palavras-chave: Microbiológica, Óleo Essencial, Queijo, Filme , Acetato,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-283

Referências bibliográficas
Como citar:

Silva, Sarah Maria Frota; Bastos, Maria Do Socorro Rocha; Martins, Camila Mota; Santos, Karina Maria Olbrich dos; Vasconcelos, Antonio Silvio do Egito; Canuto, Kirley Marques; "Ação Microbiológica de Filme de Acetato com Óleos Essenciais em Queijo Coalho", p. 33-34 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-283

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações