Abstract - Open Access.

Idioma principal

Análise da Presença de Fungos Totais e Aflatoxigênicos em Amostras Industrializadas de Aveia em Flocos e Farinha de Aveia.

Análise da Presença de Fungos Totais e Aflatoxigênicos em Amostras Industrializadas de Aveia em Flocos e Farinha de Aveia.

Costa, Laury Francis; Souza, Cleciana Maristela de; Oliveira, Idjane Santana de; Silva, Edvane Borges da;

Abstract:

Introdução: A aveia é cereal bastante nutritivo, contendo minerais, proteínas, vitaminas, carboidratos e fibras, e muito usado na alimentação devido ao poder benéfico de sua fibra, que está relacionada ao bom funcionamento intestinal, e manutenção dos níveis equilibrados de colesterol total e LDL-colesterol. O armazenamento dos produtos industrializados do processamento da aveia é crucial para evitar a ingestão de fungos e micotoxinas pelos consumidores. O trabalho objetivou avaliar a qualidade micológica de flocos, farinha e farelo de aveia. Materiais e métodos: Foram analisadas 13 amostras de aveia, incluindo aveia em flocos grossos, finos, farinha e farelo de aveia, de 5 marcas, obtidas de supermercados e casas de venda de produtos naturais. As amostras foram submetidas ao método de diluição e semeadas em meio de cultura DG18 e AFPA, incubadas a temperatura ambiente por 3 dias. Em seguida foi realizada a contagem do número de colônias fúngicas, e identificação do gênero do fungo contaminante. Resultados: As amostras 7, 8, 9, 10 (marca 4) e 12 e 13 (marca 5) apresentaram 100% de ausência de crescimento fúngico, o que já era esperado pois são marcas comercializadas bastante conhecidas. As outras amostras apresentaram crescimento fúngico nas três diluições, com incontáveis colônias e os gêneros de fungos encontrados foram apenas Aspergillus sp. seção niger e flavi e Penicillium sp. As amostras 2 e 11, referentes as marcas 1 e 2, respectivamente, apresentaram crescimento fúngico positivo no meio AFPA, ou seja, produtor de aflatoxina. Não houve crescimento de fungos aflatoxigênicos nas outras amostras analisadas. As amostras que apresentaram maior contaminação foram: 6 (da marca 3) com 400 UFC/ml, na terceira diluição, 3 e 11 ( marca 2), com aproximadamente 40 UFC/ml na primeira diluição. Conclusão: 54% das amostras estavam contaminadas com fungos e 15% com fungos aflatoxigênicos, indicando risco para a saúde humana.

Abstract:

Palavras-chave: aveia, aflatoxinas, Aspergillus,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-060

Referências bibliográficas
Como citar:

Costa, Laury Francis; Souza, Cleciana Maristela de; Oliveira, Idjane Santana de; Silva, Edvane Borges da; "Análise da Presença de Fungos Totais e Aflatoxigênicos em Amostras Industrializadas de Aveia em Flocos e Farinha de Aveia.", p. 495-496 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-060

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações