dezembro 2014 vol. 1 num. 1 - X Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA VELOCIDADE E DA TEMPERATURA DO AR NA SECAGEM DE FOLHAS DE EUCALIPTO ATRAVÉS DA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO EXPERIMENTAL

RICARDO, L. P.; ROSA, G. S.;

Artigo:

A folha de eucalipto possui pouquíssimo aproveitamento industrial, sendo considerada muitas vezes como um resíduo. Para que haja melhor conservação de suas características originais e melhor rendimento em processos que a utilizem como matéria prima, a secagem torna-se necessária. O presente trabalho teve como objetivo utilizar a técnica de planejamento experimental para avaliar a influência das variáveis de operação da secagem da folha de eucalipto (temperatura e velocidade do ar) no tempo de processo. A secagem ocorreu em um secador de leito fixo com fluxo paralelo de ar. Os experimentos foram realizados nas temperaturas de 50, 60 e 70 °C, com velocidades do ar de 1, 1,5 e 2 m/s. Colocou-se aproximadamente 90 g de folhas em uma cesta suspensa no interior do secador, monitorando a variação desta massa no decorrer do experimento. A umidade das folhas in natura foi 51 ± 2,6 % (b.u.), e a umidade pós-secagem variou entre 5 e 11 % (b.u.). A cinética de secagem apresentou um período de taxa constante, seguido de um período de taxa decrescente. Após a análise estatística dos resultados do planejamento experimental observou-se que tanto a temperatura quanto a velocidade do ar influenciaram no tempo de processo, com confiança de 90 %.

Artigo:

Palavras-chave: convecção, umidade, estatística,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/chemeng-cobec-ic-02-ft-055

Referências bibliográficas
  • [1] ALVES, A. M. C. (2007) Quantificação da produção de biomassa e do teor de carbono fixado por clones de eucalipto, no polo gesseiro do Araripe – PE. Universidade Federal Rural de Pernambuco. Recife – PE. (dissertação de mestrado).
  • [2] EL-AOUAR, Â. A. (2001) Avaliação do processo combinado de desidratação osmótica e secagem na qualidade de cubos de mamão formosa (Carica Papaya L.). Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos. Campinas – SP.
  • [3] MELO, E. C., RADÜNZ, L. L., DE ALVARENGA E MELO, R. C. (2004), “Influência do processo de secagem na qualidade de plantas medicinais” Engenharia na Agricultura, Viçosa – MG, v.12, n.4, 307-315.
  • [4] MOCHI, V. T. (2005), Efeito da temperatura de secagem no rendimento do óleo essencial e teor de 1,8-cineol presentes nas folhas de Eucalyptus camaldulensis, UNICAMP – SP (dissertação de mestrado), 91p.
  • [5] OLIVEIRA, R. A., OLIVEIRA, W. P., PARK, K. J. (2006), “Determinação da difusividade efetiva de raiz de chicória”, Engenharia Agrícola, v.26, n.1, Jaboticabal - SP. RADÜNZ, L. L., MOSSI, A. J., ZAKRZEVSKI, C. A., AMARAL, A. S. Andamp; GRASSMANN, L. (2010) “Análise da cinética de secagem de folhas de sálvia” Rev. Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, PB, UAEA/UFCG.
  • [6] ROCHA, M. E. N., DOS SANTOS, C. L. (2007), “O uso comercial e popular do eucalipto Eucalyptus globulus labill – Myrtaceae” Saúde Andamp; Ambiente em Revista, Duque de Caxias - RJ, v.2, n.2, 23-24.
  • [7] SANTOS, P. E. T.; GERALDI, I. O.; GARCIA, J. N. (2003) “Estimativas de parâmetros genéticos de propriedades físicas e mecânicas da madeira de Eucalyptus grandis”, Scientia Forestalis, Piracicaba – SP, v.63, p.54-64.
  • [8] SILVA, F.; CASALI, V. W. D. (2000) “Plantas medicinais e aromáticas: pós-colheita e óleos essenciais”, Viçosa: Arte e Livros, Viçosa – MG, 135p.
  • [9] SILVA, A. S. (2008), Avaliação da secagem do bagaço de cajá usando planejamento fatorial composto central, UFRN – RN (dissertação de mestrado), 69p.
  • [10] SOUSA, K. A., RESENDE, O., CHAVES, T. H., COSTA, L. M. (2011) “Cinética do nabo forrageiro (Raphanus sativus L.)” Revista Ciência Agronômica v.42, n.4, p 883-892, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza - CE.
  • [11] STAPE, J. L.; BINKLEY, D.; RYAN, M. G. (2004) “Eucalyptus production and the supply, use and efficiency of use of water, light and nitrogen across a geographic gradient in Brazil”, Forest Ecology and Management, Philadelphia - PA – USA, v.193, p.17-31.
Como citar:

RICARDO, L. P.; ROSA, G. S.; "ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA VELOCIDADE E DA TEMPERATURA DO AR NA SECAGEM DE FOLHAS DE EUCALIPTO ATRAVÉS DA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO EXPERIMENTAL", p. 272-277 . In: . São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobec-ic-02-ft-055

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações