Resumo - Open Access.

Idioma principal

Agentes de Segurança Pública e suas (Des) Identidades

SILVA Júnior, Matusalém Ferreira da;

Resumo:

Hodiernamente podemos afirmar que a ideia de uma identidade não recebeu a devida atenção e com o crescimento e o desenvolvimento da sociedade alguns estudiosos perceberam a existência da situação e se preocuparam em apontar o “perigo” que o aparecimento, a constante mutabilidade e transformações que ocorrem nas tecnologias da informação e oferece a sociedade e especificamente faremos um recorte nos profissionais da área de Segurança Pública e suas (des) identidades. Neste contexto será analisado o “modus operandi” tal como exercido por muito tempo e a mesma condição após as modificações incutidas pelas Tecnologias da Informação. O objetivo é criar averiguar a ocorrência na identidade destes agentes. Neste recorte temos algumas recentes teorias desenvolvidas questionando o próprio conceito de identidade, no sentido de que a identidade não pode ser vista como um conjunto de valores fixos e imutáveis que funcionaria como um molde definindo o indivíduo e a coletividade da qual ele faz parte. Pensador e pesquisador desta linha de conceito, Nestor Garcia Canclini em inúmeras oportunidades demonstra sua preocupação em analisar as mais diversas situações nas quais mostra que a cultura e as identidades não podem ser pensadas como um patrimônio a ser preservado de forma imutável, assinala que o intercâmbio e a modificação são caminhos que orientam a (dês) construção das identidades. Partindo desta condição referencial, os problemas que organizavam os estudos identitários perdem força para uma condição mais ampla e com condições de mudar. Novas identidades, novas condições de trabalho novas tecnologias, e será que temos novas identidades? As mesmas e velhas identidades? Novos conceitos de identidade? Sendo assim, presenciamos a possibilidade de entender o comportamento destes agentes com seu (des)mundo.

Resumo:

Palavras-chave: Identidade, Cultura, Construção da Identidade, Técnologias da Informação,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp-022

Referências bibliográficas
  • [1] BAKHTIN, M. Questões de Literatura e de Estética – a teoria do romance. Tradução Aurora Fornoni Bernadini et al. 4. ed. São Paulo: Editora UNESP, 1998 [1975]
  • [2] CHARAUDEAU, P. MAINGUENEAU, D. Dicionário de análise do discurso. Tradução Fabiana Komesu (et al.) São Paulo: Contexto, 2004.
  • [3] BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2005.
  • [4] HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. 3° ed. Rio de Janeiro: DPUAndamp;A, 1999.
  • [5] MATTELART, Armad. NEVEU, Érik. Introdução aos Estudos Culturais. São Paulo: Parábola, 2004.
Como citar:

SILVA Júnior, Matusalém Ferreira da; "Agentes de Segurança Pública e suas (Des) Identidades", p. 182-187 . In: Anais do VII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - (des)Identidade Nacional [=Blucher Social Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp-022

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações