Poster - Open Access.

Idioma principal

ADENOCARCINOMA DE COLÓN DIREITO EM PACIENTE JOVEM: RELATO DE CASO

Pereira, Larissa Pires; Genaro, André; Silva, Iara Valoto; Macedo Netto, Willy José de; Marqui, Bruno Aparecido Lourenço de; Franco, Bruno Venna; Horie, Matheus Kiyoshi Siqueira;

Poster:

Introdução: Tumores do tipo colorretal são os terceiros em maior incidência no país, sendo tratável quando detectado precocemente. Normalmente afeta a população mais idosa e costuma apresentar-se como uma lesão colônica retal ou isolada. Os adenocarcinomas constituem 98% das malignidades encontradas no intestino grosso, acredita-se que a maioria surge a partir de pólipos adenomatosos que evoluem de uma displasia grave para um carcinoma invasivo. Os principais sintomas são astenia, debilidade física, anemia e sensação de desconforto no abdome direito, geralmente sem alteração do hábito intestinal, em alguns casos é possível encontrar massa palpável na região do tumor. Nosso objetivo é descrever caso de adenocarcinoma de cólon direito em paciente de 25 anos, atendida no Hospital Regional de Presidente Prudente no período de 09 de setembro a 04 de outubro de 2013. Métodos: Levantamento de prontuário, descrição e discussão de relato de casos com revisão bibliográfica em livros e bancos de dados (PubMed, Web of Science e SpringerLink). Resultados: Paciente do sexo feminino, 25 anos, queixa de cansaço há 2 anos com piora nos últimos 6 meses. A paciente apresentou astenia e anemia hipocrômica e microcítica, importantes sinais clínicos na pesquisa de neoplasia de cólon direito. Ao exame físico e procedimentos subsidiários, como colonoscopia e anátomo-patológico de biópsia de ceco, foi detectado adenocarcinoma bem diferenciado e ulcerado. Em seguida a paciente foi encaminhada para a Cirurgia Geral, no dia 04 de outubro de 2013 foi feita uma hemicolectomia direita com ressecção parcial de colón transverso e íleo terminal e ressecção total de cólon direito, finalizando-se com íleo transverso anastomose término terminal. Pelo resultado do exame anátomo-patológico da peça classificou-se como estadiamento T4 N2 M1(epiplon) – TNM IV; Aster Coller D; Dukes D. Dessa forma, pode-se avaliar o prognóstico e determinar o tratamento, que seguiu encaminhamento ao serviço de oncologia clínica da Santa Casa. Conclusões: Apesar de ser um tumor relativamente comum, o diagnóstico em pacientes jovens e sem história familiar, como a do caso, é dificultado devido à escassez de sinais e sintomas clínicos, os quais podem levar até 5 anos para alcançar volume suficiente para desencadear sintomas. Dessa forma o diagnóstico na maioria das vezes torna-se tardio e com doença já avançada. A remoção cirúrgica é o tratamento básico para todos os pacientes com tumor maligno colorretal.

Poster:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cnnsco-12

Referências bibliográficas
Como citar:

Pereira, Larissa Pires; Genaro, André; Silva, Iara Valoto; Macedo Netto, Willy José de; Marqui, Bruno Aparecido Lourenço de; Franco, Bruno Venna; Horie, Matheus Kiyoshi Siqueira; "ADENOCARCINOMA DE COLÓN DIREITO EM PACIENTE JOVEM: RELATO DE CASO", p. 21 . In: Anais do I Congresso Norte e Nordeste da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica [=Blucher Medical Proceedings, v.1, n.3]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cnnsco-12

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações