Artigo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

A QUALIDADE DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL EM CONDOMÍNIOS RESIDENCIAIS MULTIFAMILIARES DE BAIXO CUSTO

THE QUALITY OF SPATIAL ACCESSIBILITY IN MULTIFAMILY RESIDENTIAL CONDOMINIUMS OF LOW COST

PRADO, Bruna de Brito; LELIS, Viviane Frascareli; AMARO, Eliane Katayama Pricoli; MAGAGNIN, Renata Cardoso;

Artigo:

Atualmente, a qualidade das construções habitacionais vem sendo prejudicada, devido ao interesse no barateamento da construção; assim, questões como a acessibilidade espacial acabam sendo desconsideradas. Este artigo apresenta uma análise comparativa sobre o grau de satisfação dos usuários em relação à qualidade da acessibilidade espacial em dois condomínios residenciais multifamiliares de baixo custo localizados em Bauru, Estado de São Paulo. A metodologia envolveu levantamentos fotográficos, métricos, aplicação de questionário e do protocolo de acessibilidade. Os resultados demonstraram que os dois condomínios têm problemas graves de acessibilidade, sendo necessária uma adequação espacial para melhorar a qualidade e a segurança nos deslocamentos.

Artigo:

Currently, the quality of the housing constructions has been impaired due to the interest in the price reduction of construction; so, the issues such as spatial accessibility are eventually disregarded. This paper presents a comparative analysis of the degree of user satisfaction regarding the quality of spatial accessibility in two multifamily residential low cost condominiums, located in Bauru, São Paulo State. The methodology involved photographic and metric surveys, questionnaire and accessibility protocol. The results showed that the two condominiums have serious accessibility problems, requiring a spatial adequacy to improve the quality and safety during the displacements.

Palavras-chave: acessibilidade espacial, condomínios residenciais multifamiliares de baixo custo, avaliação pós-ocupação, spatial accessibility, low cost housing, post-occupancy evaluation (POE),

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/15ergodesign-58-E050

Referências bibliográficas
  • [1] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Norma NBR 9050 - Acessibilidade de pessoas com deficiência a edificações, espaço, mobiliário e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro, 2004.
  • [2] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Norma NBR 15575-1 - Edifícios habitacionais de ate cinco pavimentos - Desempenho - Parte 1 Requisitos gerais. Rio de Janeiro, 2010.
  • [3] BRASIL. Senado Federal. Constituição da República Federativa do Brasil - Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.
  • [4] BONDUKI, Nabil. Origens da Habitação Social no Brasil. São Paulo: Estação Liberdade, 2011.
  • [5] CARLI, Sandra Perito. Moradias inclusivas no mercado habitacional brasileiro. In: PRADO, A. R. de A.; LOPES, M. E.; ORNSTEIN, S. W. (ORG.). Desenho universal: caminhos da acessibilidade no Brasil. São Paulo: Annablume, 2010. p. 131-142.
  • [6] DISCHINGER, M.; BINS ELY, V. H. M.; PIARDI, S. M. D. G. Promovendo acessibilidade espacial nos edifícios públicos: Programa de Acessibilidade às Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida nas Edificações de Uso Público. Florianópolis: MPSC, 2012.
  • [7] ORNSTEIN, S.; ROMÉRO, M. Avaliação Pós-Ocupação: métodos e técnicas aplicadas à habitação social. Coleção Habitare. Porto Alegre: Anta, 2003.
  • [8] PEREIRA, G. M. Acessibilidade espacial na habitação popular: um instrumento para avaliação de projetos. Dissertação (Mestrado) Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo. UFSC. Florianópolis- SC, 2007.
Como citar:

PRADO, Bruna de Brito; LELIS, Viviane Frascareli; AMARO, Eliane Katayama Pricoli; MAGAGNIN, Renata Cardoso; "A QUALIDADE DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL EM CONDOMÍNIOS RESIDENCIAIS MULTIFAMILIARES DE BAIXO CUSTO", p. 320-332 . In: Anais do 15º Ergodesign & Usihc [=Blucher Design Proceedings, vol. 2, num. 1]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/15ergodesign-58-E050

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações