Resumo - Open Access.

Idioma principal

A Identidade Nacional Revista nas Entrelinhas do Monumentalismo Étnico em Petrópolis

DIAS, Paola;

Resumo:

Este trabalho visa refletir acerca do crescente monumentalismo (HUYSSEN, 2000) relacionado à uma forte disputa identitária (HALL, 2011) ocorrida desde meados da década de 1980, na cidade de Petrópolis, por duas das diferentes identidades étnicas que vem reivindicando seu lugar na narrativa de origem da cidade: a lusitana/imperial em contraponto à germânica/colonial. Os dois lugares de memória (Nora, 1993) aqui analisados são, de um lado, a festa de São Pedro de Alcântara, padroeiro da cidade relacionado ao seu passado imperial, cuja celebração vem recebendo pouca atenção seja da mídia local, seja da comunidade, seja dos órgãos relacionados à promoção da cultura na cidade; e de outro lado, a festa do colono alemão, que com o apoio midiático , mercadológico e político, perdeu seu caráter de celebração comunitária para se transformar em evento incorporado ao calendário turístico regional, trazendo o debate sobre a mercantilização das tradições (CANCLINI, 2006). Discutindo, por fim, sobre a tensão presente no jogo das afirmações identitárias entre o local, o global e o nacional, tensão que cada grupo étnico tentar resolver por meio de seus discursos e práticas de manutenção de seu sentimento de pertença.

Resumo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp-005

Referências bibliográficas
Como citar:

DIAS, Paola; "A Identidade Nacional Revista nas Entrelinhas do Monumentalismo Étnico em Petrópolis", p. 35-39 . In: Anais do VII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - (des)Identidade Nacional [=Blucher Social Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp-005

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações