Resumo - Open Access.

Idioma principal

A Experiência do Serviço Social do Instituto da Criança- Icr – Hcfmusp Junto aos Jovens com Hiv em Seu Processo de Transferência para um Ambulatório de Infectologia Adulto

Oliveira, Vivian Silva de;

Resumo:

A EXPERIÊNCIA do SERVIÇO SOCIAL do INSTITUTO da CRIANÇA- ICR – HCFMUSP JUNTO aos JOVENS com HIV em SEU PROCESSO de TRANSFERÊNCIA para um AMBULATÓRIO de INFECTOLOGIA ADULTO Vivian Silva de Oliveira1 1Divisão de Serviço Social, Instituto da Criança Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (ICr-HCFMUSP), São Paulo, SP, Brasil. E-mail: [email protected] Introdução: o presente trabalho enfatiza a experiência do Serviço Social em um trabalho em rede entre as equipes multiprofissionais do Ambulatório de Infectologia Pediátrico (ICr-HC) e do Ambulatório de Infectologia Adulto (HCFMUSP) entre 2010 e 2011. Através da constatação que um número significativo de jovens transferidos para o ambulatório de infectologia adulto do HC em anos anteriores a 2010, demoravam a comparecer às consultas ou abandonavam o tratamento. Objetivos: Garantir a continuidade do atendimento junto aos jovens em processo de transferência . Metodologia: o enfoque utilizado foi quali-quantitativo. Foram detectados 28 jovens na faixa etária entre 18 e 20 anos com diagnóstico de HIV atendidos no ambulatório de infectologia pediátrica do ICr-HC, no ano de 2011. Os instrumentos utilizados pelo serviço social no processo de transferência foram: questionários semiestruturados de condições sócio-economicas e de vida dos jovens e grupos operativos realizado no ambulatório de infectologia de adulto. Resultados: dos 28 jovens detectados, 24 participaram do processo de transferência. Destes, 22 jovens permaneceram em acompanhamento no ambulatório de infectologia adulto do HC e 2 optaram pela realização do tratamento em outros serviços de especialidade, 4 jovens não foram localizados. a intervenção contribuiu para minimizar os sentimentos de insegurança e medo presente no momento da transferência para outro local de tratamento. Sentimentos de superação de obstáculos e mudanças do ciclo de vida (da adolescência para a fase adulta) estiveram presentes durante a implementação das atividades. de acordo com as informações presentes nos questionários sócio-economicos pode-se constatar a abordagem favoreceu o despertar para a necessidade de construção da autonomia dos jovens envolvidos. Considerações Finais: a experiência do Serviço Social diante dos jovens aponta a importância das ações desenvolvidas, uma vez que 24 jovens deram continuidade ao seu tratamento, fato este fundamental para a qualidade e expectativa de vida dos mesmos. Palavras-Chave: Serviço Social/Instituto da Criança HCFMUSP/Jovens/HIV-Aids/Transferência/Ambulatório de infectologia adulto HC

Resumo:

Palavras-chave: Serviço Social, Instituto da Criança HCFMUSP, Jovens/HIV-Aids, Transferência, Ambulatório de infectologia adulto HC,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/medpro-cihhs-10386

Referências bibliográficas
Como citar:

Oliveira, Vivian Silva de; "A Experiência do Serviço Social do Instituto da Criança- Icr – Hcfmusp Junto aos Jovens com Hiv em Seu Processo de Transferência para um Ambulatório de Infectologia Adulto", p. 103 . In: Anais do Congresso Internacional de Humanidades & Humanização em Saúde [= Blucher Medical Proceedings, vol.1, num.2]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-cihhs-10386

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações