Artigo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

A ERGONOMIA E A HEDONOMIA COMO CONCEITOS NO DESENVOLVIMENTO DE UMA INTERFACE WEB

ERGONOMICS AND THE CONCEPTS IN HEDONOMIA AS DEVELOPMENT OF A WEB INTERFACE

SCHULENBURG, Haro; BUCHINGER, Talissonn; EVERLING, Marli; FIALHO, Francisco;

Artigo:

Com o mundo digital cada vez mais presente na vida das pessoas a facilidade de informação e de conhecimento está cada vez maior, mas mesmo com tanta facilidade na busca de informação o tempo para pesquisar em vários website tem diminuído, fazendo com que o usuário muitas vezes não consiga absorver toda a informação que almeja.

Artigo:

With the digital world increasingly present in people''s lives ease of information and knowledge is growing , but even with such ease in finding the time to research information on various website has decreased , causing the user often can not absorb all the information they crave.

Palavras-chave: Ergonomia, Hedonomia e Interface web., Ergonomics, Hedonomy and Web Interface.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/15ergodesign-98-U157

Referências bibliográficas
  • [1] ABERGO, Associação Brasileira de Ergonomia. In: www.abergo.org.br.
  • [2] BARBOSA, S. D. J.; SILVA, B. S. Interação Humano-Computador. Rio de Janeiro: Elsevier. 2010.
  • [3] CYBIS, Walter de Abreu; BETIOL, Adriana Holtz; FAUST, Richard. Ergonomia e Usabilidade: conhecimentos, métodos e aplicações. São Paulo: Novatec, 2010
  • [4] GARRETT, Jesse James. The Elements of User Experience: user-centered design for the web and beyond. 2. Ed. Berkley: New Riders, 2011.
  • [5] HANCOCK, P.A., et al. Hedonomics: The power of positive and pleasurable ergonomics. Ergonomics in Design, Winter, v.13, n. 1, p.8-14. 200
  • [6] INTERNATIONAL ERGONOMICS ASSOCIATION – IEA. Definition of Ergonomics, 2000. Disponível em: Andlt;http://www.iea.cc/01_what/What%20is%20Ergonomics.htmlAndgt;.
  • [7] KRUG, Steve. Não me faça pensar: Uma abordagem de bom senso à usabilidade web. Rio de Janeiro, AltaBooks, 2008
  • [8] MONT''ALVÃO, C. R. Hedonomia, Ergonomia Afetiva: afinal, do que estamos falando?. In: MONT''ALVÃO, C. R.; DAMAZIO, V. Design Ergonomia Emoção. 1. Ed. Rio de Janeiro: FAPERJ/ MAUAD X, 2008, v. 1, p. 19-30
  • [9] NIELSEN, Jakob; TAHIR, Marie. Homepage: 50 websites desconstruídos. Rio de Janeiro: Campus, 2002.
  • [10] NIELSEN-NORMAN GROUP, User Experience (UX) — Our Definition. Disponível em: Andlt; http://www.nngroup.com/about-user-experience-definition/Andgt;.
  • [11] PREECE, J. et al. Design de Interação: além da interação homem-computador. 3. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2013.
  • [12] ROYO, Javier. Design digital. São Paulo: Rosari, 2008
  • [13] SAFFER, Dan. Designing for Interaction: Creating Innovative Applications and Devices, 2. Ed. Berkeley, CA: New Riders. 2010.
Como citar:

SCHULENBURG, Haro; BUCHINGER, Talissonn; EVERLING, Marli; FIALHO, Francisco; "A ERGONOMIA E A HEDONOMIA COMO CONCEITOS NO DESENVOLVIMENTO DE UMA INTERFACE WEB", p. 1139-1150 . In: Anais do 15º Ergodesign & Usihc [=Blucher Design Proceedings, vol. 2, num. 1]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/15ergodesign-98-U157

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações