fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

MICRORGANISMOS ENCONTRADOS NO SISTEMA DE LODOS ATIVADOS APLICADO AO TRATAMENTO DO LICOR NEGRO

SANTOS, L. F.; PAIVA, T. C. B.; SILVA, F. T.;

Artigo:

O processo de lodo ativado consiste de uma massa ativa de microrganismos que fazem a degradação da matéria orgânica. Entre eles estão as bactérias, protozoários e metazoários. Sua resposta ao desenvolvimento dos organismos individuais é difícil de predizer, uma vez que estão susceptíveis às condições de alimentação, composição do despejo, pH, temperatura e a própria competição entre eles. O lodo inicial usado no tratamento do licor negro, efluente oriundo da produção de nitrocelulose, foi obtido de uma indústria de papel e os experimentos foram realizados num reator de PVC, de 50 L, equipado com três saídas, sistema intermitente (batelada), cujo suprimento de ar foi realizado com compressores e a concentração de O2 foi mantida em torno de 8 mg/L. A presença de microrganismos foi monitorada através de microscópio eletrônico. Ocorreu alteração dos microrganismos durante a fase de adaptação. Após esta fase, o desenvolvimento se deu normalmente, com variedade e frequência condizentes com as operações de lodo ativado aplicado ao tratamento de esgotos domésticos. Palavras-chaves: Efluente. Lodo Ativado. Microrganismo.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1024-21524-141359

Referências bibliográficas
  • [1] ALEM SOBRINHO, P. et al. Microbiologia e controle do processo de lodos ativados e suas variações. Campinas/SP: Fundação André Tosello. p. 1 – 13 (Apostila), 1999.
  • [2] Área temática: Engenharia Ambiental e Tecnologias Limpas 78 ASSALIN, M.R. Tratamento do efluente de indústria papeleira por processo combinado: ozônio e lodo ativado. 2005 (Tese de doutorado). Universidade Estadual de Campinas. Campinas. 2005.
  • [3] BENTO, A.P.; SEVERINO, P.H.; PHILIPPI, L.S.; REGINATTO, V.; LAPOLLI, F.R. Caracterização da microfauna em estações de tratamento de esgotos do tipo lodos ativados: um instrumento de avaliação e controle. Engenharia Sanitária e Ambiental. vol. 10 – n 4. p 329 – 338. out./dez. 2005.
  • [4] COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL – CETESB: Microbiologia de lodos ativados. São Paulo/SP. 23 p. Série Manuais. 1989.
  • [5] EIKELBOOM, D.H. Process control of activated sludge plants by microscopic investigation. Londres/RU: Asis/IWA. 156 p. 2000.
  • [6] FERREIRA, F.D.; CORAIOLA, M. Eficiência do lodo ativado em fluxo contínuo para tratamento de de esgoto. Ver. Acad., Ciênc. Agrár. Ambient. Curitiba. v. n 2. p. 259 -279.
  • [7] abr/jun. 2008.
  • [8] FIGUEIREDO, M.G. Microbiologia de lodos ativados e lagoas aeradas. Expolabor. Seminário. Agosto. 2005.
  • [9] MADONI, P.; DAVOLI, D.; CHIERICI, E. Comparative analysis of the activated sludge microfauna in several treatment works. Water Research. v. 27. n. p. 1485 – 1491. 1993.
  • [10] MENDONÇA, L.C. Microbiologia e cinética de sistema de lodos ativados como pós-tratamento de efluente de reator anaeróbio de leito expandido. 2002 (Tese de doutorado). Universidade de São Carlos/USP. São Carlos. 2002.
  • [11] PIVELI, R.P.; SECKLER, S.F.F. Concepção de estações de tratamento de esgotos sanitários. São Paulo: Escola Politécnica/USP. 240 p. (Apostila). 2002.
  • [12] PUJOL, R.; CANLER, J.P. Biosortion and dynamics of bacterial populations in activated sludge. Water Research. v. 26. n. 2. p. 209 – 2 1992.
  • [13] SANTOS, L.F., Caracterização e tratamento de efluentes da fabricação de nitrocelulose. FAENQUIL. Lorena/SP. 102 p. (Tese de Doutorado). 2006.
  • [14] SANT’ANNA, G. L. Jr. Tratamento biológico de efluentes: fundamentos e aplicações. Ed. Interciência. 2 ed. Rio de Janeiro/RJ. 418p. 2013.
  • [15] VON SPERLING, M. Lodos ativados: Princípios do tratamento biológico de águas residuárias. 1 ed. .Belo Horizonte. Departamento Engenharia Sanitária e Ambiental (DESA). v. 4. 416 p. 1997.
  • [16] WEF - Activated sludge. Manual of practice. OM-9. Alexandria/USA: Water Environment Federation. 1987.
  • [17] WPRL - Water Pollution Research Laboratory. The role of protozoa in activates sludge. Stevenage/England. 1965.
Como citar:

SANTOS, L. F.; PAIVA, T. C. B.; SILVA, F. T.; "MICRORGANISMOS ENCONTRADOS NO SISTEMA DE LODOS ATIVADOS APLICADO AO TRATAMENTO DO LICOR NEGRO", p. 8071-8078 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1024-21524-141359

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações